quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Violência nas Grandes Cidades Brasileiras

Violência nas Grandes Cidades Brasileiras



O cotidiano das grandes cidades brasileiras é marcado por crimes como seqüestros roubos a bancos, residências,veículos etc. A população brasileira está sendo alvo desses tipos de crimes e outros que mostram o quanto a violência vem se tornando um problema grave em nosso país. O índice de violência vem crescendo pelo fato de nossos governantes não darem prioridade a educação do nosso país e por não punirem de forma correta os criminosos.

Valores sociais, culturais,econômicos, políticos e morais são fatores ligados ao aumento da violência urbana no Brasil. Crianças são encontradas em fase de aprendizagem trabalhando nas ruas , nas sinaleiras; muitas delas não tiveram nem um contato com escola, vivem na periferia próximo aos marginais, as drogas,etc. a tendência é que elas venham a ser influenciadas por pelo meio que estão expostas e que a maioria mais tarde, se tornem criminosos.

Em São Paulo os crimes que mais desafiam a policia são os arrastões em condomínios e prédios e seqüestros relâmpago. No Rio de Janeiro a criminalidade está diretamente relacionada ao tráfico de drogas; traficantes são donos de áreas situadas nas grandes favelas; segundo a Revista Plenitude( Setembro 2007 ) uma pesquisa feita pela Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro mostrou que houve um aumento de 2,3% dos crime relacionados ao trafico de drogas em relação ao ano passado, parece pouco a porcentagem mas se considerarmos que o índice está elevado em vez de decair vem aumentando. Outros fatores também foram destacados na pesquisa como o aumento de roubos e furtos de veículos em 5,7% , roubos a coletivos aumento de 98,9%, destaque para esse elevado índice de roubos a coletivos que acontece principalmente em áreas periféricas onde o tráfico de drogas domina.Segundo revista Veja ( Setembro, 2008 ) para enfrentar o crime,o país precisa aprender a punir. No Brasil prende-se pouco e as penas são mal aplicada. Assassinos confessos cumprem apenas um terço das condenações que recebem e voltam para as ruas, o Estado não controla o interior dos presídios permitindo que eles se tornem escritórios do crime. Em Salvador, frequentemente, mulheres são assaltadas em plena a luz do dia por crianças que se envolvem no mundo da criminalidade.O curioso é que as autoridades têm o conhecimento dessas ocorrências e não tomam medidas precavias. Recentemente uma jovem foi vítima desses pequenos infratores que a abordaram nas ruas do Pelourinho em Salvador, e roubaram seus pertences dizendo que se ela não tivesse dinheiro ou algo de valor para lhe entregarem lhe tiraria a vida .

Isso é um absurdo precisamos chamar a atenção das autoridades para que possam tirar essas pessoas das ruas e colocarem nas escolas, mas não apenas coloca-las e sim dar toda uma condição de manter-las no colégio. Verdadeiramente somos expostos a cada dia a sermos alvos da violência sairmos para trabalhar estudar, passear já preocupados se voltaremos para casa , precisamos mudar esse quadro lutar pelo valor de nossas vidas. Um exemplo da falta de impunidade por parte das autoridades aconteceu esse ano em Salvador onde um perigoso criminoso foi solto para comemorar o dia dos pais, ele aproveitou a oportunidade para cometer um crime bárbaro que foi o assassinato de uma médica que saia de um estacionamento de um shopping da cidade. O país precisa se alertar para amenizar esse tipo de problema , Diógenes Dantas Filho especialista em segurança autor dos livro Segurança Pessoal e Segurança e Planejamento diz que “ a segurança total é utópica”, mas medidas preventivas podem reduzir o risco de violência em 90 % , o que precisamos fazer é cobrar do Governo um maior investimentos em projetos educativos que conscientizar os jovens sobre assuntos como drogas e violência e aplicação das penas para os infratores precisam serem revisadas ,assim, como os presídios precisam de mudanças para que não sejam formadores de mentes criminosas.







Ricardo Lima

2 comentários:

  1. Nossa, muito bom este texto adorei seu metodo de abordagem do assunto

    ResponderExcluir
  2. Muito bom, me ajudou muito, Obg!,
    Beijoss

    ResponderExcluir