segunda-feira, 5 de julho de 2010

Artigo de opinião. Tema- Aborto: contra ou a favor? Por Paloma Fiuza

     O aborto é um tema bastante polêmico no Brasil  principalmente porquê não é legalizado. O tema já foi abordado diversas vezes em programas de televisão e as pessoas apresentam opiniões diversas à seu respeito. Essas opiniões variam de acordo com a religião a que essas pessoas pertencem, seus valores, princípios e formação escolar.
     Meu posicionamento à respeito do aborto foi sempre o mesmo. Sou completamente contra em qualquer aspecto exceto em casos de estupro da mãe, má formação do feto e risco de vida da mãe. Nesses casos o aborto é legal no Brasil. Ele pode ser realizado com toda à assistência médica necessária à mulher. Acho que quando uma mulher engravida por descuido, por falta do uso de métodos contraceptivos antes e durante o ato sexual, a responsabilidade de ter o filho e cuidar dele deve ser assumida.
     Um fato que me deixa bastante triste, no entanto, é que muitas mulheres muitas vezes num ato desesperado, fazem abortos clandestinamente em lugares precários, sem higiene e atendimento adequado. Essa atitude traz muitas vezes graves consequências para elas como a esterilidade, o sentimento de culpa por ter impedido a vida do próprio filho ou até mesmo a morte. Acredito que a  falta de apoio do pai do bebê em formação e da família e o medo de não ter condições de dar uma vida digna para o futuro filho são os fatores que mais influenciem uma mulher na hora de abortar. Ao meu ver isso não justifica um aborto, aliás, nada justifica, afinal é uma vida que está sendo ceifada.
     Minha crença em Deus e na espiritualidade dos seres humanos também colaboram para a minha opinião contra o aborto. Acredito que um feto na barriga da mãe já possua um espírito, já tenha a alma que o acompanhará nesta vida. Um aborto matará o  físico e fará mal também ao espírito dessa criança.
     As mulheres precisam se concientizar que o que elas fazem, a falta de cuidados com o próprio corpo pode trazer consequências que podem se apresentar em forma de doenças sexualmente transmissíveis ou então de uma gravidez indesejada. É preciso que tenhamos responsabilidade com nossos atos sempre. Se fizermos isso, o aborto não será pensado, muito menos realizado.    

21 comentários:

  1. Olha, você está de parabéns (com certeza já tem lido muito isso rsrsrsrs)...mas muito muito bom...

    ResponderExcluir
  2. nosssa adorei muito legal interessante para nois adolencentes ainda mais meninas você esta de parabéns...

    ResponderExcluir
  3. Isso é muito bom porque é muito importante para muita pessoas que são influenciadas por meninos de hoje em dia

    ResponderExcluir
  4. ta de parabens; mesmo, falou e disse!

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Amanha tenho prova de portugues,e na redação tenho que fazer um artigo de opinião sobre o aborto,eu poderia me inspirar nesse para realizar minha redação?

    ResponderExcluir
  7. nao intendi uma coisa. voce disse que é contra o aborto por que mata uma vida. mas é a favor quando a mae for estuprada. o filho de uma mae estuprada ainda é uma vida. esse agente pode matar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acha que uma mãe teria coragem de por ao mundo uma criança que foi resultado de um estupro?. Algo que ela vai olhar e lembrar de tudo que passou? Ou quando a criança perguntar: "Quem é meu pai, mãe?", você responderia o quê?

      Excluir
  8. Acho os argumentos demasiadamente fracos. Pessoalmente sou contra o aborto, mas, socialmente sou favorável. Explico: há um enorme número de mulheres que realizam o aborto clandestinamente o que gera consequencias, muitas vezes irremediáveis e um gasto oneroso ao sistema público de saúde. A descriminalização do aborto vai ao encontro da liberdade feminina de optar por ter ou não um filho. Isso sem analisar as condições nas quais essa vida será gerada. Filhos precisam de comida, vestimenta, lazer, ou seja, infraestrutura para viver. Sejamos realistas, amor não é sustenta ninguém. Imaginemos uma mãe com seis filhos com uma salário de 678 reais por mês para prover a família, juntamente com seu marido de renda igual e que esteja na situação de uma gravidez indesejada. A sua realidade não permite que ela tenha mais filhos, o que você dirá a mãe??? "Tudo bem, seus filhos vão passar fome, mas isso é normal."
    E tem mais, como fica o filho da mulher que foi estuprada, ele não tem espírito?????

    ResponderExcluir
  9. Olá Paloma Fiuza estou fazendo um trabalho de português sobre artigos de opinião e tenho que falar sobre o(a) autor(a).Queria saber se você não poderia me falar se você é estudante,ou trabalha em que área ou qualquer uma informação sobre você, se é você mesmo que escreve os texos. Ficarei muita grata por qualquer informação que puder me dar.Mas só peço que não demore pois é urgente.
    Grata !!!

    ResponderExcluir
  10. Nossa tinha que escrever um artigo de opinião para o trabalho da escola e vc me deu a ''luz'' a minha ideia consegui só lendo seu comentario sobre o aborto escrever 1 pagina inteira para o trabalho vc me deu a toal inspiração .. Obg E eu tbm sou contra o aborto e acho que aborta é facil alais vc ja ta vivo né ...Isso é pensar npo proximo .....

    ResponderExcluir
  11. Está um bom texto, o problema é que tem ideias repetitivas, e a 1° pessoa muito na cara para um Artigo de Opinião rsrs

    ResponderExcluir
  12. Pode se colocar o pronome possessivo meu no começo do 2º parágrafo?

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. Muitoo bom me ajudou bastante tive umas ideias otimas.

    ResponderExcluir